Segunda-feira, 6 de Março de 2006

...

Comentário interessante

Durante uma pesquisa na Internet para um trabalho surgiu-me esta página.
Depois de ter achado algo de interessante pensei em colocá-la neste site.
O que importa realmente neste artigo é a sinceridade da pessoa que o publicou e da argumentação que utiliza. Na minha opinião este texto está fantástico, tem algumas partes que por vezes se tornam repetitivas mas a “moral” está bem explícita!
-------------------------------------
Estava a ler uma notícia em que colocavam a seguinte questão: Conseguem imaginar a Sofia Aparício feia?
Fiquei a pensar nisto. Será que a Sofia é assim tãooooo gira… e só porque vai fazer uma peça de teatro onde vai ter de colocar óculos e andar de carrapito isto seja motivo de interesse.
Enquanto manequim não lhe tiro o mérito. É de facto uma das melhores, senão mesmo a melhor manequim em Portugal, a sua capacidade de transformação, e a presença na passerelle é única.
Mas…. Não é por isto que a Sofia tem de ser uma boa actriz! Nem por ser bonita, nem por ter um corpo escultural, etc.
Segundo a própria Sofia, nunca mais aceitou fazer teatro porque lhe pediam sempre papéis de “bonequinha”, ora bem, com óculos, carrapito e chinelos… a conversa já é outra. Sim, porque uma boa actriz é aquela que faz um papel onde tem de andar … de óculos, carrapito e chinelos, que é o que vai acontecer nesta peça que vai fazer.
Nunca representei, nem nunca tive pretensões em ser actriz, e às vezes penso “porque é que há pessoas que metem na cabeça ser uma coisa para a qual não têm absolutamente jeito nenhum?”.
A Sofia se fosse boa actriz até poderia fazer o papel da mulher mais bonita do mundo, e fazer um excelente papel. Ponham-na toda ranhosa, com piolhos e desdentada, que não é isso que vai fazer dela uma boa actriz!!.
Mas porque é que estas mulheres têm de fazer papeis de desgraçadas, feias, ou de sacos de porrada, para mostrarem que são boas actrizes?? Falha-me Deus, e depois falam de machismo entre os homens!!
Isto irrita-me profundamente. Ainda há bem pouco tempo tivemos o caso da Catarina Furtado. Fazia o papel de outra desgraçada qualquer, pintou o cabelo de louro, e pronto, a historia era esta.
É nestas ocasiões que me torno feminista.


publicado por Afonsinetes às 18:26
link do post | comentar | favorito

.pesquisar

 

.Agosto 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.novas falas

. William Shakespeare

. Nomeação de 10 blogs

. Auto da barca do inferno ...

. História do Teatro

. AO CINEMA VAI AO TEATRO

. Shakespeare Simpson -Haml...

. Opiniões

. Consegues uma citação mel...

. Goor A crónica de Feaglar...

. A nossa Comunidade

.peças

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.tags

. todas as tags

.links

.participar na cena

. participe nesta peça

SAPO Blogs

.subscrever feeds