Sábado, 7 de Abril de 2007

História do Teatro

TEATRO

O vocábulo grego “Théatron” estabelece o lugar físico do espectador, "lugar onde se vai para ver". Entretanto o teatro também é o lugar onde acontece o drama frente a audiência, complemento real e imaginário que acontece no local de representação. Ele surgiu na Grécia antiga, no século IV a.C.
O teatro é uma arte em que um actor, ou conjunto de actores, interpreta uma história ou actividades, com auxílio de dramaturgos, directores e técnicos, que têm como objectivo apresentar uma situação e despertar sentimentos na audiência.
A consolidação do teatro, enquanto espectáculo, na Grécia antiga deu-se em função das manifestações em homenagem ao deus do vinho, Dionísio. A cada nova safra de uva, era realizada uma festa em agradecimento ao deus, através de procissões.
Com o passar do tempo, essas procissões, que eram conhecidas como "Ditirambos", foram ficando cada vez mais elaboradas, e surgiram os "directores de coro" (os organizadores das procissões).
Nas procissões, os participantes se embriagavam, cantavam, dançavam e apresentavam diversas cenas das peripécias de Dionísio. Em procissões urbanas, se reuniam aproximadamente vinte mil pessoas, enquanto em procissões de localidades rurais (procissões campestres), as festas eram menores.
O primeiro director de coro foi Téspis, que foi convidado pelo tirano Préstato para dirigir a procissão de Atenas. Téspis desenvolveu o uso de máscaras para representar pois, em razão do grande número de participantes, era impossível que todos escutassem os relatos, porém podiam visualizar o sentimento da cena pelas máscaras.
O "Coro" era composto pelos narradores da história, que através de representação, canções e danças, relatavam as histórias do personagem. Ele era o intermediário entre o actor e a plateia, e trazia os pensamentos e sentimentos à tona, além de trazer também a conclusão da peça. Também podia haver o "Corifeu", que era um representante do coro que se comunicava com a plateia.
Em uma dessas procissões, Téspis inovou ao subir em um "tablado" (Thymele – altar), para responder ao coro, e assim, tornou-se o primeiro respondedor de coro (hypócrites). Em razão disso, surgiram os diálogos e Téspis tornou-se o primeiro actor grego.
 in:wikipedia
 

publicado por Afonsinetes às 16:21
link do post | comentar | favorito
15 comentários:
De Figurante não identificado a 11 de Dezembro de 2008 às 16:40
apoiado!?


De Quim das coves a 30 de Novembro de 2009 às 12:42
Olba meu grande filho da puta eu quero que cu e quem fez a merda desse trabalho se ponha no caralho antes que o caralho se ponha em ti meu filho de uma vaca desmamda. Havias de comer uma orvore pelo cu meu grande corno


Comentar post

.pesquisar

 

.Agosto 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.novas falas

. William Shakespeare

. Nomeação de 10 blogs

. Auto da barca do inferno ...

. História do Teatro

. AO CINEMA VAI AO TEATRO

. Shakespeare Simpson -Haml...

. Opiniões

. Consegues uma citação mel...

. Goor A crónica de Feaglar...

. A nossa Comunidade

.peças

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.tags

. todas as tags

.links

.participar na cena

. participe nesta peça

SAPO Blogs

.subscrever feeds